Ativistas organizam chamada global pela cidade curda de Kobane

30 de Outubro 2015

Originalmente publicado em Telesurtv.net

Um ano depois da cidade ser libertada, ativistas dizem que há muito mais a ser feito para ajudar na sua reconstrução. Diversos grupos, acadêmicos renomados e outras pessoas ao redor do mundo vão se juntar a um dia global de solidariedade em 10 de novembro com a cidade na fronteira Síria-Tuca de Kobane, segundo um comunicado no website Paz no Curdistão, emitido nesta quarta-feira. Ação acontece um ano depois da cidade enfrentar um ataque devastador de extremistas do Estado Islâmico.

No ano passado, na mesma data, centenas de comícios, manifestações e ações ocorreram em dezenas de países para demostrar apoio a Kobane e seu povo num momento em que os principais atores na região, incluindo a Turquia e o Iraque, pouco estavam fazendo para ajudar seu povo a lidar com o cerco do grupo Estado Islâmico.

O comunicado divulgado nest quarta-feira observa que “meses após o pior do cerco, a ajuda humanitária continua a ser impedida de entrar na cidade e as pessoas estão com necessidades urgentes de suprimentos médicos, alimentos e roupa “.

A ação do ano passado em apoio a Kobane contou com a adesão de acadêmicos de renome, como Noam Chomsky e a ativista norte-americana-palestina e acadêmica Reem Kelani.

O principal grupo por trás da ação, “Kobane Reconstruction Board”, disse no comunicado que “este apelo pede um corredor humanitário a ser aberto para a liberdade e a reconstrução da cidade.”

A população de Rojava, a região curda do norte da Síria liberado, liderada pelo grupo armado curdo YPG, tem conseguido manter suas posições contra sucessivas ofensivas do grupo Estado Islâmico, incluindo vários ataques a Kobane.

Os curdos tem sido bem sucedidos em avançar contra o grupo extremista e agora controlam Tal Abyad, uma cidade a cerca de 48 quilômetros da auto-proclamada capital do grupo Estado Islâmico.

Nas últimas semanas, a YPG juntou-se a uma nova coalizão mutliétnica de curdos, árabes e assírios com o objetivo de combater o grupo Estado Islâmico e aspirando uma Síria livre e secular. “Agora é a hora de apoiar Kobane e ao fazer demonstrar a solidariedade com as forças que lutam por uma Síria livre, democrática e pacífica”, ressalta o comunicado que anunciou a formação do grupo.

A chamada para a ação em 01 de novembro coincide com o estalido provocado pelas eleições parlamentares que estão ocorrendo em toda a Turquia em meio a renovada violência entre Ancara e o Partido dos Trabalhadores do Curdistão, ou PKK, bem como a repressão aos meios de comunicação crítico e ao partido político pró-curdo HDP.

Tradução: Comitê de Solidariedade à Resistência Popular Curda – RJ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s