Matança de 12 estudantes curdos pelas mãos das forças repressoras turcas em Edremit (Wan)

Os jornalistas da cadeia IMC TV Bekir e Mehmet Dursun descobriram o escândalo. Doze corpos estendidos sobre a neve em Edremit, Wan (em turco Van) e a polícia turca, fortemente armada, ao seu redor. O governo turco respondeu a infiltração das imagens que eram resultado do enfrentamento armado do PKK e tropas curdas. Pouco depois sua versão foi se desfazendo. Puxando o fio, não há nenhum detido: não era um enfrentamento, sim uma matança, uma execução a sangue frio.

Algumas das vítimas tinham disparos na cabeça, estavam mortos quase em fileira, vestiam roupa civil e não o uniforme da mílicia do PKK (HPG). Enquanto a polícia turca comete esses crimes coloca armas junto às vítimas; neste caso só o fez com um dos corpos. Inclusive havia menores de idade.

Os 12 jovens foram executados numa incursão no distrito central de Edremit. No momento se identificaram nova das doze vítimas, estudantes da província de Wan. Bedia Özgökçe, deputada do HDP em Wan, disse que era essencial que uma delegação independente participe do exame post-mortem dos corpos.

Um último dado: o jornalista Bekir e o câmara Mehmet Dursun estão agora mesmo detidos pela políica turca por difundir a notícia. Os jornalistas que arriscam suas vidas para difundir a verdade, muito frequentemente, não encontram apoio que mereceriam nem entre seus companheiros. E sem um mensageiro, o fato, não existiria. Como quer a Turquia.

Tradução: Rafael V.

a5

Imagens e link original [fortes]

Anúncios

Um comentário sobre “Matança de 12 estudantes curdos pelas mãos das forças repressoras turcas em Edremit (Wan)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s