O ANARQUISTA AMERICANO MICHAEL ISRAEL É ASSASSINADO PELO ESTADO TURCO AO COMBATER O ISIS

american

Os voluntários das Unidades de Proteção do Povo (YPG), americano Michael Israel (27) e alemão Anton Neshek (Zana Ciwan), foram mortos por aviões de guerra turcos em 29 de novembro, segundo outro voluntário internacional lutando ao lado do grupo islâmico IS / ISIS / ISIL), ao norte de Raqqa.

Em sua página no Facebook , o voluntário internacional, que estava entre o grupo morto por aviões de guerra turcos escreveu:

Estávamos tomando uma pequena aldeia quando chegamos atingidos por jatos turcos durante a noite. Dois de meus amigos, Anton e Michael foram mortos entre muitos outros. Vou ficar para terminar os meus seis meses. Foda-se Erdogan e foda-se a Turquia.

O YPG informou às famílias dos dois homens.

Um dos companheiros de Micheal Israel postou a seguinte mensagem em sua página no Facebook :

É com um coração pesado que eu aprendo hoje heval [amigo] Michael Israel morreu lutando contra o ISIS como um voluntário com o YPG em Rojava. Michael era um homem de convicções extremamente poderosas; Um lutador inspirador, idealista que lutou como nenhum outro por um mundo melhor, não apenas para um Curdistão melhor e uma América melhor. Ele passou toda sua vida lutando contra sistemas de injustiça que negam a paz, e por diversos estados espalhando a consciência contra a guerra do Iraque. Ele compartilhou suas experiências e lições da Síria com todos. Ele morreu da mesma maneira que ele viveu, e seu legado é um exemplo de como um verdadeiro revolucionário deve ser. A história o exaltará como um dos maiores de nossa geração, como muitos outros. Ele me ensinou muito, nunca vou esquecê-lo. Descanse heval.

Outro escreveu:

Gostaria de aproveitar esse momento para expressar não apenas minhas condolências à sua família, mas minha mais profunda gratidão e admiração por Michael Israel. Nós nos encontramos mais cedo este ano enquanto ele se colocou ao lado de nós em San Andreas de pé contra as autoridades mexicanas do governo do condado de Calaveras. Ele não nos conhecia, mas ele estava conosco por princípio, porque esse era o tipo de homem que ele era. Sua vontade de lutar por outros trouxe-lhe em nosso caminho durante uma pausa da luta contra o flagelo do mal Daesh aka Isis, na Síria, como um voluntário civil americano. Ele nos disse que ele iria voltar para essa luta e ele o fez. Ele foi morto recentemente lutando como parte do exército curdo em Raqqa. Ele era um ativista e verdadeiro guerreiro. Que o seu sacrifício seja lembrado e honrado e que a sua alma possa voar com as águias.

antifa

Michael postou esta foto nas mídias sociais depois dos violentos confrontos entre anti-fascistas e neonazistas no Sacramento Capitol. Ele escreveu: “D os camaradas em Rojava que estiveram na luta contra ISIS, Nusra e lobos cinzentos fascistas. Obrigado Sacramento Antifa e todos os outros por tomarem uma posição ontem. ”

Um companheiro anarquista falou sobre o primeiro encontro com Israel:

Um dos meus melhores amigos e camaradas perdeu a vida recentemente na batalha contra o ISIS fascista. Um companheiro e anarquista. Eu me lembro da primeira vez que nos conhecemos, foi na noite gelada de uma ação do Ocupar Sacramento em 2011, nós estávamos cada um circulando o policial do parque cuidando de um camarada que subiu na árvore em Caesar Chavez Park. Finalmente, no  Hotel finalmente conversamos em catalão enquanto tomávamos café e panquecas. Estávamos basicamente matando o tempo até que nossos camaradas foram liberados do condado. Essa foi a primeira noite fria que eu conheci o grande homem Michael Israel. Um homem que sempre viveu por suas crenças e convicções, e viveu até suas palavras e sua palavra. Este planeta acabou de perder uma das melhores pessoas que tinha e ficarei eternamente triste por vê-lo ir. Mais um R.I.P. Tatt em Old English I será mais definitivamente.

Outro camarada lamentou:

É com um coração pesado que eu aprendo hoje heval Michael Israel (lutador YPG de Rojava, membro fundador do Sacramento IWW, e amigo) foi morto por um ataque aéreo turco lutando na ofensiva em Raqqa contra Daesh (Estado Islâmico). Michael era um homem de convicções extremamente poderosas; Um lutador inspirado, idealista que lutou como nenhum outro por um mundo melhor, não apenas para um Curdistão melhor e uma América melhor.

Ele passou toda a sua vida lutando contra sistemas de injustiça que negam a paz, e lutando pelos direitos dos oprimidos. Ele compartilhou suas experiências e lições de Rojava com todos. Ele morreu da mesma maneira que ele viveu, e seu legado é um exemplo de como um verdadeiro revolucionário deve ser. A história o exaltará como um dos maiores de nossa geração, como muitos outros. Ele me ensinou muito, nunca vou esquecê-lo.

Segundo relatos, Michael Israel era um anarquista e membro da IWW (Trabalhadores Industriais do Mundo), uma união revolucionária anticapitalista.

Em um post no Facebook, em 11 de agosto de 2016, Israel, que tinha passado dois períodos em Rojava escreveu:

Estou de volta a Rojava novamente e estarei aqui nos próximos meses para fazer a minha parte na defesa da revolução.

A luta de Rojava é o movimento revolucionário mais dinâmico e inovador do nosso tempo. Estou decidido de que é tarefa dos aliados esquerdistas e dos internacionalistas se mobilizarem por trás desse movimento, para ajudar a construí-lo e aprender com ele. Coisas que só podemos ter sonhado na escrita teórica estão acontecendo em Rojava, modificados e adaptados à sua luta e tornados reais. Rojava está fazendo tudo isso e reorganizando a sociedade apesar do caos e da destruição de 5 anos de guerra civil. Os ganhos da revolução em condições tão severas são verdadeiramente notáveis.

Agora que estou de volta à Rojava, sei que todas as minhas necessidades serão atendidas. Aqui eu nunca vou estar na falta de necessidades básicas por falta de dinheiro. Eu, como todos os outros em Rojava, nunca ficarei sem comida e água, roupas ou um lugar para descansar a cabeça à noite. O movimento cuida das pessoas aqui.

Isso não quer dizer que Rojava e o resto da Síria não precisam de ajuda.

Estou chamando todos os meus amigos e companheiros para aprender sobre a revolução de Rojava e como eles têm liderado a acusação na guerra contra ISIS fascistas. Peço a todos vocês que são capazes, que façam a sua parte em ajudar ou enviar doações para que esta revolução se torne mais forte com a ajuda da comunidade internacional.

Michael Israel torna-se o 5º voluntário americano de YPG a ser morto em batalha contra o Estado Islâmico em Rojava, mas o primeiro a ser morto por fogo turco.

Anton Neshek é o 4º alemão a ser morto nas fileiras das forças curdas.

Não se sabe quantos outros combatentes do YPG, uma força de liderança no SDF multiétnico que lançou a operação “Ira do Eufrates” para libertar Raqqa do ISIS, foram mortos no ataque aéreo.

LONGA VIVA MICHAEL ISRAEL!

VIDA LONA AO YPG!

VIDA LONGA AO YPJ!

Fonte: fotos de Micheal Israel, por  Insurrection News e Kurdish Question

Tradução ao português: Comitê de Solidariedade à Resistência Popular Curda – SP

Esse artigo expressa a visão do autor e não necessariamente está de acordo com os Comitês de Solidariedade à Resistência Popular Curda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s