O que os partidos da oposição esperam da promessa de reformas das autoridades de Rojava?

Fonte: Rudaw

por Karwan Faidhi Dri

trad Caslu Kobanî

ERBIL, Curdistão iraquiano – Enquanto as autoridades curdas no nordeste da Síria (Rojava) continuam fazendo promessas de reforma na estrutura e nos princípios de sua administração autônoma, os partidos da oposição esperam resultados concretos e conversas intra-síria antes de ingressar na administração.Os curdos sírios estabeleceram seu próprio governo pela primeira vez em 2012, um ano após a eclosão da guerra civil na Síria, graças à retirada das forças do regime em áreas de maioria curda para defender áreas de maioria árabe. As primeiras áreas sob domínio curdo foram os cantões de Afrin, Kobane e Jazira, separados uns dos outros por território sob controle do regime, mas todos administrados pelas Unidades de Proteção do Povo (YPG).

Quando os curdos tomaram do regime o controle de mais áreas no nordeste da Síria, eles as chamaram de Administração Autônoma do Norte e Leste da Síria (NES) no final de 2013. Quando as YPG tomaram áreas de maioria árabe do Estado Islâmico [EI], permitiram a eles e locais de outros grupos étnicos e religiosos se juntarem às suas fileiras.Quando a Coalizão Global apoiou as YPG na luta contra o EI, sugeriu a formação de uma força que incluísse todos os grupos étnicos e religiosos sob um nome diferente. As Forças Democráticas da Síria foram então formadas no final de 2015 e agora controlam a maior parte do nordeste da Síria.No entanto, o método de compartilhamento de poderes nas SDF e na NES foi considerado “injusto” por alguns grupos de oposição curdos, árabes e assírios. Houveram inclusive protestos contra a falta de serviços básicos em áreas de maioria árabe. Isso forçou a NES a reconsiderar sua política e abrir diálogo com grupos de oposição.As SDF – que age como a força militar de fato da NES – mediaram diálogo entre curdos do Conselho Nacional Curdo de oposição (ENKS) e o Partido da União Democrática (PYD) – o braço político das YPG. As negociações foram adiadas várias vezes devido a divergências sobre o modelo de compartilhamento de poder. Mediadas pelos EUA, espera-se que as negociações sejam retomadas nos próximos dias.

O SDC realizou 13 reuniões com moradores de toda a região em novembro, ouvindo suas críticas e sugestões para reformas administrativas. Uma declaração final do comitê que conduziu as negociações em 25 de novembro incluiu uma carta de 17 pontos que acompanhava sugestões como: preparação para as eleições locais dentro de um ano e reestruturação das instituições para reduzir a burocracia.Omar Kalo, do jornal Rudaw, realizou um painel esta semana em Qamishlo, com a presença da copresidente do SDC, Amina Omar, e representantes dos partidos de oposição da Síria – Sheikh Basman Al-Assaf, chefe da Comunidade Syria Unida, Gabriel Moushe Gawrieh, chefe do escritório de relações para a Organização Democrática Assíria (ADO) e Nashaat Zaza, membro do Politburo do Partido Democrático do Curdistão da Síria (PDK-S).O PDK-S faz parte do ENKS.Omar disse que o NES foi formado com princípios gerais, sem levar em consideração detalhes da gestão.“A intenção das pessoas de áreas de maioria árabe ingressarem no governo é crescente. Eles inicialmente temiam [fazê-lo] devido ao regime e ao Daesh [sigla em árabe para EI]. Portanto, eles se recusaram a entrar para o governo. No entanto, depois de ver que o governo é democrático e abraça a todos (…) isso mudou. ”Ela disse que serão implementados os resultados das 13 reuniões, acompanhadas por um grupo de 16 pessoas. Ela alegou que eles haviam convidado “todos” para as reuniões, mas alguns se recusaram a comparecer, enquanto “o regime não permitiu que alguns árabes comparecessem”.Uma comunidade síria atua em áreas de maioria árabe e critica a NES. O grupo também é próximo ao regime sírio e quer que o governo Assad participe de todas as negociações no Nordeste.

Assaf criticou as reuniões do SDC, dizendo que “tratavam de discutir a administração autônoma enquanto há um grande número de pessoas que basicamente não aceitam a administração”.O líder político árabe disse ainda que os árabes “querem um acordo na região que inclua negociações com o governo sírio. Esta não é minha opinião pessoal. Sempre tento ser lógico e transparente ”, disse ele, acrescentando que as conversas de unidade curda“ faltam transparência ”.Zaza, do PDK-S, acredita que a NES deve ser inclusivo e “para todos”. Ele sugeriu a criação de uma nova forma de governo por todos os grupos étnicos e religiosos, ao invés de continuar com o atual.“Queremos preparar juntos um projeto que seja compartilhado por todos os grupos étnicos e religiosos da região, em vez de aderir a um já preparado”.Ele criticou a NES por “não ser propriedade daqueles que o criaram e ser administrado por algumas pessoas nos bastidores”, como uma referência ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) – um grupo armado que luta há décadas pelo aumento de direitos dos curdos na Turquia. O governo Erdogan considera as YPG e as SDF como ramificações sírias do PKK.

Gawrieh disse que os membros da minoria assíria não estão felizes em Rojava, devido a questões econômicas e de segurança. Ele disse que a NES deve mudar sua política externa e estabelecer boas relações com Turquia e a região semiautônoma curda do Iraque, já que ambos os governos são “estratégicos” para Rojava.A NES tem relações difíceis com a Turquia e relações frágeis com a região do Curdistão.Ele expressou sua decepção com as recentes reuniões do SDC.“Falando francamente, todas as negociações lideradas pelo Conselho Democrático Sírio desde 2016 não trouxeram nenhum desenvolvimento para a visão do Conselho Democrático Sírio ou a natureza de suas relações com outros grupos.”

ADO foi fundada em 1957 e é a organização política assíria mais antiga da Síria. Gawrieh e a instituição foram suprimidos por Damasco por décadas. No entanto, ele acredita que a NES também deve dialogar com o regime, mas com patrocínio da Rússia.Omar do SDC disse que estava “encantado” em ouvir as críticas das figuras da oposição, dizendo que espera que todos os grupos se juntem à NES no futuro e tenham uma representação em sua constituição ”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s